Tai Chi Chuan

Foi criado por monges, por eles sentirem a necessidade de movimentos, por passarem muito tempo na posição sentada, acabaram por estarem tendo problemas de má circulação, e devido a isso, começaram a prestar atenção no movimento dos animais e começaram a imitá-los. Aperfeiçoaram os movimentos e a respiração, melhorando assim a sua saúde física e mental, também utilizavam essas mesmas técnicas para sua defesa contra inimigos e animais selvagens. O objetivo do Tai Chi Chuan é de “Restabelecer a ligação original destruída entre a energia vital do Universo e a energia vital do ser humano.” É definida por uma experiência de percepção atenta, caracterizando-se pela circularidade dos movimentos e pela liberação de tensões.

O Tai Chi realiza quatro coisas:

Ø O elo entre o corpo e a mente;

Ø Aperfeiçoamento do autocontrole sobre os movimentos e emoções;

Ø Relaxa e acalma a mente e o corpo;

Ø Promove a cura e o rejuvenescimento físico-mental.

O fluxo de CHI é sensível a direção da mente, o que também se da no Yoga. Na Medicina Tradicional Chinesa e na  Arte Marcial, o CHI significa a Energia Vital. Esta Energia Vital é o Prana, que se sente no ar que respiramos e no  alimento que ingerimos.

No movimento lento, o controle do tempo dos movimentos do TAI CHI permite que uma intenção orientadora  preceda cada movimento. Se o movimento for rápido, se adianta ao pensamento, modela o movimento que você tem a intenção de fazer e por isso, o movimento deve ser lento. O movimento deve ser coordenado com o relaxamento, para controlar o fluxo de CHI.

“PRIMEIRO NA MENTE, DEPOIS NO CORPO” – provérbio de Tai Chi.

Este é um método TOP DOW que liga mente (TOP) ao corpo (base), e por isso ela age sob o corpo, a mente, os  pensamentos e sobre o CHI (Energia Vital).

 

.